CÉU - PRÓLOGO: AMANHECER

    Pera, pera pera! Deixa eu te explicar melhor. É... lá vem mais uma série ou web novela. Não sei. É só um conto que eu dividi em umas seis partes (muito não?!), mas enfim. É uma história um pouco complicada. É algo que eu mesmo me desafiei á fazer como escritor, ou como sei lá, amador. Eu só tentei fazer algo mais profissional. Vai ficar um pouco complicado. Mas esse é o prólogo. E eu vou postar de dois em dois dias, para terminar junto com o mês de Setembro. Um projeto para retomar com toda força com os posts no blog (é gente, tô bem preguiçoso). Espero que gostem ;)

CÉU
PRÓLOGO
AMANHECER
        Todos nós somos loucos. Todos nós somos lúdicos. Todos nós somos estranhos. A nossa loucura nos faz humanos, e a nossa incerteza nos faz real. E eu, eu prefiro por a minha vida além de minhas expectativas. Eu prefiro me doar cem por cento. Eu prefiro estar onde eu não queria estar. Eu prefiro me por em situações amedrontadoras. Eu prefiro arriscar. Eu prefiro ser louco. Eu prefiro ser chamado de louco á renunciar ao quê eu verdadeiramente nasci para ser.

    Nossas vidas não se baseiam no nosso querer. Os nossos sonhos são frutos de nosso próprio querer. E se for de meu querer, eu prefiro abandonar. Pois se eu quero um mundo melhor, eu irei construir um mundo melhor. Se eu quero a cura para a minha loucura, eu preciso entender mais sobre ela. Se eu estou dopado, eu preciso aprender á lidar com isso. Á lidar com as minhas constantes mudanças. Á lidar com os meus medos.
    E hoje em dia, é uma piada pra mim. Eu nunca deixei de ter medo, e provavelmente nunca irei deixar de ter medo. Mas medo é tão racional. Mas medo é tão… humano. E eu, eu posso ter medo, mas eu nunca, nunca mais, vou deixar o meu medo me paralisar. E isso me faz forte. Isso me faz ir além. Não é vergonha ter medo. Não é vergonha ser fraco. Ter medo é ser humano. Ser fraco é estar vivo.
    É realmente engraçado. Você não acha? Nós nos colocamos em todas essas situações. Nós dizemos á nós mesmos: “eu tenho que ser forte”, quando nós nunca seremos fortes. Nós nunca seremos perfeitos. A perfeição não depende de nós mesmos. A nossa vida é passageira, e nem mesmo eu quero ser perfeito. Eu só tenho que assumir que eu sou falho. E tentar me melhorar.
    Penso em tudo isso enquanto engulo o comprimido. Eu. Cético. Eu. Ateu. Eu. Eu. Eu. Eu. Eu sou humano. Eu sou intelectual. Eu penso. Eu questiono. E isso só me faz mais fraco. Isso só me faz mais tolo. Eu não costumo confiar nas pessoas, ou em um ser supremo, mas eu engulo o comprimido de um doutor que eu nem mesmo sei se é doutor. Ele pode estar me envenenando. Mas eu bebo. Por quê?
    É natural do ser humano confiar. É natural do ser humano exercer fé.
    Eu só preciso… assumir que eu sou humano.

8 comentários:

  1. Eu só preciso assumir que sou humano!

    Certamente. Queremos tanta coisa, mas nem ao menos sabemos se o que queremos nos causa felicidade. As vezes machucamos a nós mesmos e buscamos curativos em fontes também falhas, como nós. Acho que o ser humano é um tanto que ambíguo, quer a perfeição, mas espera atingi-la com a imperfeição. E eu amei o conto, e espero as outras partes. Se d-s quiser então, será postada de dois em dois dias, né! Perfeito.
    Abraços, Tom

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gente que texto :o
    Estou curiosa para saber o que vem next.
    Esse texto me fez lembrar do quanto nós somos egoístas. Tantos Eus..
    - um monte de estrelas

    ResponderExcluir
  3. Uaaaaaaaau! Não tem palavras pra descrever o quanto seu texto ficou incrível. Tom, posso te contar um segredo? Na maioria das vezes que eu leio um texto seu eu penso: "poxa, esse menino deveria fazer um livro, e eu seria uma das primeiras a ler!". Parece que esse tempo que eu sumi você aumentou o seu talento! E ainda bem que você está fazendo essa série. Eu me apaixonei por cada palavra. E o jeito que você coloca as pessoas pra pensar de um jeito tão impressionante a cada virgula. Amei! Bjos :**

    http://www.mar-de-ideias.com/

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto! Parabéns! :)
    http://www.vicioemlivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu texto, ele é bem inspirador e dá uma certa reflexão interna.
    O meu trecho favorito foi "Ter medo é ser humano. Ser fraco é estar vivo.", achei bem... wow, se é que me entende <3
    Beijoos ♡ || Caramelos Encantados

    ResponderExcluir
  6. Oi Tom,
    Prólogo maravilhoso, super me identifiquei.
    Pois é, alguns medos que lembro, acabo rindo também e daí descubro novos...

    Pelo visto preciso assumir que sou humana também haha

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  7. KLAP KLAP KLAP KLAP KLAP KLAP! (Acabo de bater muitas palmas) Cara, e tu ainda se considera um amador?? Na boa, já li livro de muito escritor que se colocado diante desse prólogo vai sentir até vergonha dos livros que publicou!

    Beijos, Própria Mente

    ResponderExcluir
  8. Toooom!! Que saudades de você, do seu blog, dos seus textos, enfim... tudo!

    E quando retorno tem essa reflexão maravilhosa esperando por mim! Acho que nunca vou me cansar de digitar aqui nos seus comentários: que texto lindo!

    "É natural do ser humano confiar. É natural do ser humano exercer fé. Eu só preciso… assumir que eu sou humano."

    Precisamos correr riscos, precisamos confiar e aceitar que cometemos erros, até porque, se tudo fosse perfeito, iria ser horrível.

    Um grande abraço ♥♥

    ResponderExcluir