Prólogo...

    Então, só essa semana eu percebi que a maioria de vocês nunca viram o modo prosa de como eu escrevo, pois embora eu post meus textos e crônicas, raramente eu posto crônicas. Então... essa semana, perdido no meu pc (que tem mais de 100 projetos, textos e livros diferentes) eu achei o prólogo de um livro que, por algum motivo, eu parei de escrever (acho que foi por que eu realmente não tinha uma história definida. Então, eu resolvi trazer pra vocês (já que eu não tinha nada pra postar)  Enfim... espero que gostem. E, ah, apertem o play na música pra da Ênfase :3

OS BOSQUES

    Mesmo depois de todo o reconhecimento, mesmo depois de todo o mérito, a verdade é que, Derek nunca sentira-se tão feliz consigo mesmo do mesmo modo que ele se sentia quando era criança e corria por dentre as árvores, se perdendo aos boques da floresta perto de sua casa.
    Com os pés descalços, sem nenhuma preocupação, observando o crepúsculo amarelado de verão, enquanto a brisa soprava por debaixo de suas asas imaginárias. Sim e até hoje, quando ele se lembra daqueles dias, ele quase consegue sentir o cheiro de canela e grama queimada.
    Nesse tempo, os sonhos ainda estavam frescos em sua mente. Seus projetos. Ele podia ser o que ele quisesse, o dinheiro ainda não era uma necessidade e muito menos prazer. Seus dias eram baseados no ócio da felicidade, preguiçosa, que lentamente deixava o seu coração elétrico.
    Seu coração, inocente, livre de preocupação, livre de problema. O mundo ainda parecia perfeito. O bem sempre vencia o mal. E hoje, hoje, olhando para aquelas tardes ensolaradas, ele simplesmente percebe que, ele era a pessoa mais feliz do mundo, mas não sabia disso.

24 comentários:

  1. Que premissa heim

    Obrigada por visitar meu blogue, já estou te seguindo aqui também

    Bjks

    ResponderExcluir
  2. É um prólogo que me dá vontade de ler o possível livro, pois acho que é como todo mundo já se sentiu pelo menos em um momento da vida!!

    Beijos, INconvencional!

    ResponderExcluir
  3. Você escreve bastante bem, porém acho que a história não é muito atrativa. Deveria ler várias coisas e arrumar as ideias, escrever o prólogo e escrever capítulos aleatórios da história que se formou. Tenho certeza que ela será boa. Eu serei uma das primeiras a querer ler.
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas dicas *-----*
      Mas então, esse é o problema. Não achei a história interessante (tanto que parei de escrever). Sem falar, que eu sou do tipo que enjoo fácil de uma história.
      Abraço.

      Excluir
  4. Ah, também tenho vários começos de livros, mas um dia ainda quero terminar algum deles.
    Gostei do prólogo, deveria desenvolver de alguma forma. Não ter uma história definida é o mesmo que ter um monte de possibilidades a frente ;)

    Um beijo
    Karla
    Sabia que o "Não Tenho Pressa" agora é www.ficaprocafe.com?

    ResponderExcluir
  5. Adorei o prólogo, imagina se não ia gostar do livro? *-*
    Vai continuar? :D

    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Crie coragem e continue escrevendo. O prólogo está bem legal. ;)
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto!! Não ter que se preocupar com dinheiro é uma dádiva que nem agradecemos apropriadamente, porque na época não temos noção do tamanho do presente que isso representa. Hoje agradeço a Deus por ter tido pais que me permitiram ser criança por toda a minha infância.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. Sempre começo livros, mas acabo enjoando da história... É um pouco difícil, eu gosto de misturar fantasia com temas polêmicos, e não são todos que gostam de ler coisas assim - não que eu me importe realmente, gosto de escrever e isso basta. Em todo o caso, eu gostei bastante da história, embora não tenha um "motivo" definido... Todos se sentem assim em algum momento.
    Gostei da sua forma de escrever, já pensou em fazer algo como uma fanfic ou WebNovela, só para nos dar um gostinho? (Pense bem, pense bem, por favor... ºuº)

    agataluz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, vou fazer \o/ provavelmente esse mês.
      - Coming Soon

      Excluir
  9. Continua! A música fez diferença mesmo na leitura :)

    Post novinho: Wow, Lovely!

    ResponderExcluir
  10. Eu gostei do prologo. Continue escrevendo sim. São poucas linhas mas me pareceu que você escreve muito bem.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei bastante do prólogo, você escreve bem, deveria continuar essa história.

    http://b-reakingfree.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Caramba, eu gostei do prologo. Deveria continuar a história. E a música que colocou para ouvimos enquanto lemos se encaixou perfeitamente.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito do prólogo e você escreve muito, muito bem, mas não entendi a proposta da história. Achei que você falou muito de como ele era, mas não mencionou como ele é agora, entende? A ideia é boa, mas não consegui entender o que o personagem tem de tão errado no "agora". Afinal, você mencionou que ele não reconhecia a felicidade que tinha quando criança. Continue escrevendo e use um pouco das ideias que nós deixamos nos comentários - vi que tem muita gente interessado na continuação ;) -, tenho certeza de que vai ficar muito legal! Beijos e tenha um ótimo sábado :D!!!
    maluquice de garota
    página no face
    página no Twitter

    ResponderExcluir
  14. Gostei desse prólogo. Acho que essa é uma constatação que todos fazemos depois que crescemos: éramos mais plenamente felizes quando crianças.

    thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Gostei do prologo! Fiquei pensando aqui no que é que você iria escrever sobre tal personagem, mas talvez apenas o prologo fique mais legal mesmo.

    ResponderExcluir
  16. Muito bom o prólogo, mas a ligeireza do texto o deixa com cara de conto. E nisso ele se encaixa melhor, por se aprofundar em poucas palavras tantas sensações. Uma história curta cai bem nessa premissa.
    Você escreve muito bem.

    Abração!

    ResponderExcluir
  17. Gostei bastante, principalmente com a música no fundo haha, o finalzinho nos dá talvez a ideia de que algo totalmente inesperado aconteceu na vida do personagem, o que o fez sentir falta do passado, talvez.

    http://booksandflowers.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Com essa musica parece que Derek estava correndo na minha frente UAUAHHAUHA
    Muito bom o prólogo, se fosse de um livro materializado eu com certeza adoraria a história.

    XOXO :D
    Joven Clube | Clique aqui :)

    ResponderExcluir
  19. Oi Tom,
    Gostei bastante do prólogo!
    Continue desenvolvendo, pode surgir algo muito legal :)
    Beijos,
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Adorei o prologo, espero que continue pois vou estar aqui acompanhando! Bom trabalho.
    Beijos!

    beatriz-officiels.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Nossa, que maravilha. Vai voltar a escrever? Acho que reler projetos largados sempre nos inspira a voltar a escrevê-los.

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Nossa, me identifiquei! A infância é mesmo a melhor fase da vida :'(
    Pri
    www.vicioemlivros.com

    ResponderExcluir