Amor

    Ele contou os trocados e os pôs de volta ao bolso. O hálito elevava-se como vapor. O frio congelava os seus ossos. Ele pôs os dedos no bolso e lambeu os lábios roxos de tanto frio. As luzes do subsolo piscavam. Lá estava ele. Vazio. Anos se passaram, agora ele era um homem, mas sempre estava assim: vazio.
   O metrô parou. As portas se abriram. Ele entrou á multidão. Os corpos encurralados. O cheiro das pessoas. Fediam á desespero. Ele sentou-se. As pessoas - assim como ele - pareciam vazias. O rosto não carregava emoção alguma á não ser o vazio. Ele aquece as mãos com o hálito. Gostava de observar as pessoas. Gostava de estudá-las. Cada uma com a sua vida, compartilhando os mesmos desesperos de estarem vivos.
    E enquanto as observava. Ele a viu. Usava uma touca. Pele pálida. Lábios rosados. Contava os trocados nas mãos. Ela soprou o ar por dentre os dentes, certamente o dinheiro não era o suficiente. Ela elevou o rosto. Os olhares se cruzaram.
    Os seus olhos eram castanhos. Assim que percebeu que ele olhava para ela, abaixou o rosto e pôs o cabelo atrás da orelha. Ele continuou á olhar para ela. Algo nela o atraia. Talvez fosse o fato dela não ser artificial como as outras. Ela era diferente, e ele via isso em seus olhos.
    Ela, aos poucos, elevou o rosto e olhou para ele. Arriscou um sorriso e abaixou a cabeça. Ela parecia única. E de modo algum ele conseguia decodificar o que estava a sua mente. O metrô parou. As pessoas se levantaram. Mais uma vez eles se entreolharam. E um instante antes dela ser engolida pela multidão, um minuto antes dela sumir definitivamente de sua vida, ele imaginou todas as possíveis cenas e os possíveis dias. Ela foi embora. Engolida pela multidão. Ele saiu do metrô, sabia que seria impossível encontrá-la. Sabia que passaria o resto de sua vida revendo aqueles minutos. E pensando bem, ele viu que aquela fora a primeira vez em muitos anos, que ele sentiu o mais próximo do que pode se chamar de amor.

  Ewerton C. Morais.

39 comentários:

  1. nossa 'o' pensei que eles iam sei lá, viver juntos ahsahs.. muito boa, você tem talento, já pensou em tentar escrever um gênero diferente? Tipo suspense, terror? Eu ia adorar ler uma cronica assim *o* porque dá para imaginar cada detalhe de sua escrita, dá para sentir cada toque e cada palavra sendo digitada :3

    ->inocentementeingenua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já arrisquei no terror, acho que vou postar aqui. Obrigado *---*

      Excluir
  2. Gostei do texto! Todos os textos que você publica são muito bem feitos. Só fiz uma vez, mas não tenho tanta habilidade haha
    livros-e-nutella.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ótimo texto ^^ esses amores "passageiros", que acontecem de uma hora pra outra sempre deixam marcas. Uma pessoa que você vê no ônibus, que esbarra no metrô, que conversa num show e nunca mais vê.

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  4. Muito bom texto. Percebo que você está cada vez escrevendo melhor os seus textos.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Estou impressionada com o seu texto! Adorei seu jeito de escrever, você sabe usar as palavras certas e conquistar o leitor. Isso é talento, viu? Parabéns pelo seu dom! Um beijo!

    www.simplesmenteluly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. O final foi o mais impressionante, jurava que eles iam se casar ter 3 filhos e um buldogue heueheu, brincadeira. Eu adorei o texto, amor a primeira vista, acredito nisso acho que assim como ele dá para perceber o quanto a pessoa é artificial só pela expressão do rosto e pelo olhar.
    Beijos
    http://shake-de-morango.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Que lindo, que triste, que desespero de nunca mais poder ver ela...
    Eu amei o texto, fiquei surpresa com o final. Que o destino façam eles se cruzarem mais uma vez...
    Beijos, beijos!

    Dearitgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Nossa que texto é esse!? Fique impressionado, tu escreve muuuito bem!!! Parabéns *---*

    de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei o texto, mas imaginava um final super diferente, haha. Você escreve muito bem, parabéns!

    Beijos!
    www.meianoiteequinze.com.br

    ResponderExcluir
  10. Owwwn, que texto perfeito :3
    Adorei, sério, esse texto ficou muito lindo.
    bjs
    anjodecereja.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, imaginei um final diferente ... deve ser horrível essa sensação, de achar alguém especial e depois nunca mais vela !
    Texto muito bem escrito, parabéns !

    sunset-somewhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Lindo! Um momento que nunca será esquecido. Gostaria q eles tivessem um final feliz, mas nem sempre a vida tem finais felizes!
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Te seguindo por aqui!

    coisasuteisoufuteis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Adorei o texto, você escreve muito bem. Me surpreendeu o final, mas gostei.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Ter talento é uma coisa, hein? :') Adorei o texto!

    Visite-nos!
    XOXO

    ResponderExcluir
  16. Que lindo! *-* O único tipo de amor que eu sinto hoje em dia é pela minha família, apenas, hahaha!

    Bitocas!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  17. Que lindo seu conto!
    E tenho que dizer que me identifiquei um pouco com ele, as vezes olhar para as pessoas e sentir que elas vivem por viver, as vezes olhar para nós mesmos e sentir isso é horrível, mas tem horas que, um simples encontro de olhares, um momento mágico assim, nos faz perceber que a vida pode sim, valer a pena!
    Beijos, você escreve muito bem!

    http://meuuniversox.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. No final não ficam juntos, que triste. Mas na vida nem tudo é felizes para sempre, a realidade as vezes é bem cruel.

    http://simpleseagradavel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Que triste que eles não ficam juntos!

    Da uma olhadinha no meu blog? Se gostar participa!
    http://saltoemake.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Um encontro casual que acaba despertando um olhar diferente. É algo que acontece e nos deixa intrigado. E frustrado quando não vemos mais a pessoa com a qual nossos olhos esbarraram.

    O amor pode nascer numa casualidade assim. Pena que provavelmente eles não se virão mais.

    Belo conto.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  21. Lindo esse texto, tem um desfecho bem agradável! Gosto dos seus textos, pois são sempre objetivos e sutis!

    Abs, Raquel.

    morethanaworld.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Um ótimo texto com uma ótima estória ...
    é a primeira vez que leio um texto seu, mais vou ler os outros agora mesmo .! Sua estória me deixou muitíssimo inspirada ... Comecei a fazer uns contos recentemente, mais agora que li o seu vejo que ainda tenho que melhorar e muito ... Bom, amei seu texto e pretendo acompanhar todos os outros :]

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Que texto lindo. Aliás, todos seus textos são lindos, me fazem imaginar certinho a cena. <3

    sobela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. UAU
    eu consegui imaginar a cena direitinho em um trem - inicialmente um trem pra hogwarts, mas depois algo mais possivel como o metro de sao paulo
    foi perfeito os olhares se cruzarem...
    Um beijo da Pâm - http://interruptedreamer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. AH EU AMEI O TEXTO *-* Ficou lindo!!
    Eu nunca tinha lido um texto seu antes, mas depois desse, quero ler muitos outros, continue postando!

    Beijos <3
    Fofuramentos

    ResponderExcluir
  26. Texto simplesmente maravilhoso, senti uma leveza e encantamento ao ler ^^
    Faz-nos viajar e sentir-se na história, vivendo o momento!

    Abraços,
    http://www.revolucaonerd.com/

    ResponderExcluir
  27. LEIO O TEXTO E NO FINAL ELES N FICAM JUNTOS! Pq isso moço, pq? AUHAUUAHUAHAUAHA
    Adorei esse texto, simples e gostoso de ler *-*

    XOXO :D || {Joven Clube}

    ResponderExcluir
  28. Que final triste, esperava um romance do Nicholas Sparks! Brincadeirinha hahahahahah Gostei do texto, de verdade. Porque coisas assim podem acontecer a qualquer momento, com qualquer pessoa, em qualquer lugar. E terminam exatamente assim. Nem sempre a vida é um conto de fadas, um romance de filmes de Hollywood... Mas não deixa de ser gestos únicos :')

    xx, www.ladodecoragem.tk

    ResponderExcluir
  29. HAHAHA' já imaginei ele fazendo o desenho dela e colando no metrô, tipo: PROCURA-SE.

    Mas eu entendo que só é amor, só é assim tão completo pelo desconhecido.

    ResponderExcluir
  30. Lindo e poderoso texto,super adorei. Desejo-te uma semana super perfeita!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  31. Que texto lindo, me imaginei nele

    pequenos-exageros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. UAU! Muito bom msm, você saiu fora do famoso clichê e eles se tornaram o "casal mais feliz do mundo" porque ele pegou o número dela.
    O que mais gostei é que trás uma sensação de nostalgia ao ler, imaginando aquelas pessoas engolidas pela rotina e falta de emoção.
    Mais uma vez, está muito bom.
    Bjus
    http://sonhos-constantes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Olá,
    Que texto belo e delicado.
    Adorei!!!
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. O final foi imprevisível, qndo comecei ler achei que eles iam ficar juntos, mas gostei disso, foi mais perto da nossa realidade do que aquele "felizes para smp" pq sinceramente eu não acredito nisso, ninguém pode ser feliz o tempo td. O texto ficou mt bom, até fiquei imaginando uma continuação, já pensou se eles se reencontrassem, tenho crtza que ele iria pensar " é ela, a menina que é única, aquela que eu vi no metrô" hahah mas as vzs acontece bem assim a vida e seus amores passageiros ..

    vivendoforadeserie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. Segundo post da noite que leio sobre o arrependimento de não ter feito o que deveria...interessante essa conexão desconhecida entre blogueiros!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. PQP - desculpa a boa, mas crê-em-deus-pai, que texto foda. Parabéns, de verdade. Fiquei boa com a sua narrativa... E você só tem 14 anos D: Que bom seria se eu já escrevesse assim ao 14 anos... Invejinha.
    Eu mesma já passei por isso. Já tive vários amores de metrô, e imaginei inúmeros e inúmeros finais diferentes para cada um... Maldita mente de escritor hahaha

    Beijos, Luu
    http://degradeinvisivel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  37. Hey, estou passando novamente para te fazer um convite, pois está rolando uma super pesquisa de opinião sobre o retrocesso da internet, sua opinião é muito bem-vinda!

    Abraços,
    Revolução Nerd

    ResponderExcluir